Na passada sexta-feira, a Apple avançou com um processo contra a Qualcomm por práticas anti-concorrenciais, alegando ainda que a fabricante de processadores exige royalties excessivos pelo licenciamento de patentes.

De acordo com uma notícia da Reuters, a empresa de Cupertino anunciou hoje que avançou com dois novos processos contra a Qualcomm na China por práticas anti-concorrenciais e que vai exigir uma compensação equivalente a 135 milhões de euros.

A decisão da Apple de avançar com diversas acções judiciais acontece poucos dias depois da Federal Trade Commission (FTC) dos EUA ter avançado com um processo contra a Qualcomm por práticas anti-concorrenciais.